Junho, agenda cheia, ou melhor, que agenda? Férias!!

  

   Olá a todos!

   O mês de junho de 2013 ficará guardado nas minhas lembranças e da Joyce como um mês cheio, corrido, pulsante... Felizmente não estou me referindo à trabalho, mas sim a essa palavra quase mágica e rodeada de expectativas para muitos: férias!!

   Já ouvi dizer uma vez que férias boas são férias cansativas, ou seja, bem aproveitadas, e, no mês passado, seguimos esse ditado ao pé da letra durante três intensas semanas! Foram mais de 15.000 quilômetros percorridos, somando-se todos os trechos computados, entre uma ida de carro ao Mato Grosso (Tangará da Serra e Araputanga), partindo de nossa querida Dourados/MS; uma visita de final de semana em Brasília, nossa belíssima Capital Federal, para acompanhar o jogo de abertura da Copa das Confederações entre Brasil e Japão; e a viagem de 8 dias à linda e gélida Santiago do Chile, partindo de São Paulo, com escalas de ida e volta em Buenos Aires.

   Manifestações à parte (desculpem-me, mas não entrarei neste assunto, pois a opção deste Blog ficou definida desde o seu início para a tratativa de bons assuntos culturais, como relatos de viagens, dicas de cinema e livros, entre outros), Brasília continua incrível, diante de toda sua singularidade enquanto cidade, merece um post à parte, e o Estádio Nacional Mané Garrincha ficou à altura das obras do grande Oscar Niemeyer, de longe o estádio futebolístico mais bonito e impressionante que conheci até hoje.

   Pelo menos por um final de semana, foi bem interessante sentir o clima que envolve um grande evento esportivo internacional, e presenciar com meus olhos o reencontro do bom futebol de nossa Seleção, que estava perdido há muito tempo.

     

   Ver uma massa à caminho do jogo vestida de amarelo me fez lembrar de pronto uma cena que pude presenciar há hum ano atrás, em Amsterdam, quando estava caminhando num sábado à tarde próximo à Estação Central, e me vi de repente diante de uma grande multidão laranja, à caminho de um jogo amistoso pré Eurocopa, entre Holanda e Irlanda do Norte, no Amsterdam Arena, casa do time do Ajax. Naquela oportunidade não pude conhecer a arena de futebol holandesa (até tentei, mas não consegui ingressos, nem gosto de lembrar disso, hehe), mas depois que conheci a arena brasiliense, tenho certeza que esta não ficou devendo em nada em termos de estrutura e acomodações internas.

      

   E o que dizer de testemunhar toda a criatividade e beleza apresentada na cerimônia de abertura da Copa das Confederações? Uma cerimônia típica brasileira, muito bem elaborada e perfeitamente posta em prática, algo bem emocionante de se presenciar ao vivo...

   Bem, emoções à parte, seguimos eu e Joyce nossa trip junina, saindo do inverno (que inverno?) com cara de primavera brasileiro em encontro à semana mais fria do ano até então da linda capital chilena, Santiago, contemplando da janela do nosso avião um pedaço da imensidão deste colosso da natureza, a imponente Cordilheira dos Andes!

           

       

   Nos próximos posts, alguns breves e bons relatos a respeito de Santiago do Chile, a bela capital chilena rodeada pelas montanhas!

                 

   Abraços a todos! Luciano Morais

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL , Centro-Oeste , DOURADOS , Homem , de 26 a 35 anos

 
Visitante número: